Primado	Primado

Carta Magna da Umbanda

Caro irmão em Oxalá

 

Mais uma vez falamos do orgulho e satisfação de termos conseguido unir as Federações de Umbanda e Candomblé para a criação de um documento importante e precioso para a religião que é a Carta Magna de Umbanda.  Um documento escrito a várias mãos.

 

Esta Carta não tem a pretensão de ser um código doutrinário acabado, apenas compila alguns dos principais pilares doutrinários e éticos da religião.

 

Nas palavras do dr. Hédio Silva Júnior: “A “Carta” não pretende ser um código doutrinário pronto e acabado, completo, definitivo, impositivo, mas sim a compilação dos pilares religiosos e éticos que sustentam a Umbanda. Sua publicação – aberta permanentemente a adesões – não pretende forjar unanimidade mas favorecer o consenso em torno de ideias-chave capazes de agregar e fortalecer a Religião. Consenso não se confunde com unanimidade.  Unanimidade significa não-discussão, adesão acrítica, silêncio, paralisia, inércia enfim.  

            Consenso significa dinamismo, debate fraterno e construtivo, fortalecimento da identidade comum, identificação de pontos centrais, campos e valores comuns a todos.

            No consenso, todas as opiniões devem ser expressas e respeitadas, mas, em nome de um bem maior – a Religião –  extrai-se de todas elas um núcleo comum, um mínimo aceitável por todos, uma espécie de elo de ligação entre todos, sem o qual não se constrói a unidade.” 

A Carta Magna de Umbanda está Registrada sob o nº 755.710, livro 1.465, folha 180 em 10/01/2018 na Biblioteca Nacional

Declaração de Uso Indevido de Registro Autoral

Prezados Interessados, 

Direitos autorais – Ele protege obras literárias (escritas ou orais), musicais, artísticas, científicas, obras de escultura, pintura e fotografia, bem como o direito das empresas de radiofusão e cinematográficas. Pelo direito de exclusividade, o autor é o único que pode explorar sua obra, gozar dos benefícios morais e econômicos resultantes dela ou ceder os direitos de exploração a terceiros.

O plágio (cópia indevida) é proibido e passível de punição – o artigo 184 do Código Penal prevê a pena de três meses a um ano, ou multa, a quem violar o direito autoral. Se houver intuito de lucro direto ou indireto sem autorização expressa do autor, artista intérprete ou executante, ou do produtor, conforme o caso, a pena aumenta para reclusão de dois a quatro anos, e multa.

Comunicamos a todos que desejarem fazer uso ou adquirir um exemplar, devem solicitar isto formalmente junto a Federação Umbandista do Grande "ABC" através do e-mail federacaoabc@terra.com.br.

 Saravá a todos e fiquem na Paz de Oxalá

 

Babalaô Ronaldo Linares

diretor-presidente da Federação Umb do Grande "ABC"

federacaoabc@terra.com.br

 




Filiados


Rua Herval 1415, Belenzinho - São Paulo SP
Telefones - (11) 2693 4399 - (11) 2796-8466
PRIMADO.COM.BR COPYRIGHT © 2012